Rifaina, pequeno municipio do interir paulista,  pacata cidade com um povo hospitaleiro e com muitas singularidades que talvez você não tenha tido a oportunidade de conhecer.  Também, pode ser que tenha chegado até aqui esperando uma publicação curta e direta sobre o que fazer em Rifaina na vidada do ano. Sim, iremos colcoar o que fazer em Rifaina.  Mas, enquanto projeto que fomenta o turismo sustentável, entendemos que é importante fazer algumas ressalvas e contextualizar um post substacioso em detalhes de uma cidade que precisa ser respeitada! Uma terra cheia de nuances, de histórias e estórias que muitos que a frequentam não conhecem, ou até mesmo, não reconhecem.

Perto de completar 70 anos de emancipação, Rifaina guarda segredos de histórias de mais de 200 anos. Documentos já registravam compra de escravos no século 19. Doação das terras para formação do “Arraial do Cervo” e construção da sua capela, erguida em 1835. Construção da Estação da Cia Mogiana de Estradas de Ferro em 1888. Entre outras coisas, campos guarnecidos da revolução de 1932 à Construção da Hidrelétrica de Jaguara em 1966.

Em passado recente, ainda podemos escutar lindas histórias de nossos anciões, relatos saudosistas de uma cidade submersa em lembranças, esquecida por muitos, valorizada por poucos. Patrimonios que buscamos evidenciar em nosso – particular – inventário turístico. Resquícios que norteiam o turismo que acreditamos: o de contemplação, o de valorização dos patrimonios materiais, naturais e imateriais. Mas, principalmente o turismo com bases sustentáveis.

Rifaina contextualiza diversos momentos da história regional e nacional. Em sua anscestralidade uma vasta área povoada por indios caiapos, e mesmo antes, habitata por primitivos do período paleolitio superior – os homens Cro-Magnon – considerados humanos caçadores e coletores. Essas evidencias foram econtradas em arte rupestre recentemente em uma caverna, entre Pedregulho e Rifaina. Prova que estes primitivos habitavam a região ha mais de 3 mil anos.

Este post pode ter uma dialética crítica em sua narrativa, mas serve de alento para quem vem desfrutar deste paraíso, precisamos que haja respeito: pela natureza, pela comunidade e, até mesmo pela vida. Afinal, lazer e diversão não pode ser confundido com bebedeira e imprudência – como já vem acontecendo na represa de Rifaina. Entre outras, a procura por drogas na cidade, som alto madrugada afora em ranchos alugados, lixo e prostituição.

O turismo, que na prática deveria ser sustentável, por sua vez, e muitas delas em feriados prolongados, se tornou bastante predatório.  Por isso, achamos importante que haja sensibilização e harmonia na chegada deste crescimento “desordenado” do turismo especulativo. O turismo de verdade é aquele que o visitante vivência a cultura local, que desfruta da natureza em plenitude sentindo-se parte do meio. Turismo que gera renda e emprego é o que tem respeito pela comuna, leva desenvolvimento para os pequenos produtores rurais e, ainda, torna os atores do mosaico de atrativos protagonistas de um vieis focado em desenvolvimento finaneceiramente viável, socialmente justo e ecologicamento correto. Este é o turismo que acreditamos, este é o turismo que queremos!  

Mas afinal, vocês iriam ou não falar sobre o que fazer em Rifaina na virada? Sim, e aqui iremos te mostrar que Rifaina é muito mais que rancho, lancha, praia e festas. Nossa cidade é um balneário natural, com flora e faúna riquissima em especies endêmicas do cerrado e da mata altântica. As águas de nossos ribeirões, córregos, rios e represa são cristalinas. Nossa solo guarda o arquifero guarani, e em nossas casas guardamos o amor incondicional por essa terra! Por isso, te convidamos assistir esse pequeno vídeo, em seguida, as dicas do que fazer em Rifaina e sua microrregião que engloba Pedregulho/SP e Sacramento/MG!

 

Veja agora 50 dicas do que fazer em Rifaina e Microrregião

1 – Trekking de 15 km entre Rifaina e o distrito de Igaçaba

2 – Trekking de 5 km com subida ao topo do Morro do Chapéu

3 – Mergulho Discovery em um lugar paradisiaco 

4 – Trilha na Furna São Pedro

5 – Banho na Cachoeira do Taquari

6 – Banho na Cachoeira do Azulinho

7 – Banho na Cachoeira do Pedroso

8 – Passeio de Lancha contemplativo e cultural na Represa de Jaguara

9 – Role para observação de aves

10 – Meditação no templo piramidal de Jaguara

11 – Vista à Usina Hidrelétrica

12 – Descer de Caiaque a Corredeira do Jaguarinha

13 – Tour pelo Alambique da Cachaça Batista

14 – Passeio em 4x4 até a Gruta dos Palhares

15 – Passeio em 4x4 ate a Vila Histórica do Desemboque

16 – Trilha no Parque Estadual das Furnas do Bom Jesus

17 – Visita e vivência em fanzendas de Café da Região

18 – Trilha em locais que foram campos guarneçidos da Revolução de 1932

19 – Tomar uma Cerveja Artesanal e Comer uma tilápia na telha

20 – Visitar a Igreja de Santo Antonio e conhecer mural que retrata a paisagem local

21 – Ir na dona Dora para se benzer

22 – Ir no culto da chacára da Dona Igorina 

23 – Visitar a Fazenda Santa Maria, berço do Espiritismo no Brasil

24 – Fazer um City Tour histórico Cultural em Rifaina

25 – Fazer um City Tour histórico Cultural em Pedregulho

26 – Fazer um City Tour histórico Cultural em Sacramento/MG

27 – Fazer a vivência do Queijo na Fazenda Caxambu (Queijo Senazala 1º Lugar na França)

28 – Conhecer o Sr. Otávio Saturno e seu artesanato

29 – Conhecer a Dona Ivone e comprar seus produtor orgânicos

30 – Ir no Sítio Mamede comer uma comida caipira

31 – Ir no Sítio do Arnaldinho comer comida caipira e tomar uma ducha na cascata

32 – Descer o Buraco da Odete no Rappel Negativo

33 – Conhecer as grutas que existem na região 

34 – Passeio de barco na represa do Estreito até cachoeira

35 – Mergulho com certificação em Canions e locais submersos de Rifaina

36 – Conhecer o Empório Aroeira

37 – Fazer Aqua Trekking no ribeirão São Pedro

38 – Conhecer a Cachoera do Fundo e Córrego Sujo

39 – Visitar a Estação Chapadão

40 – Fazer um tour pelo distrito de Igaçaba

41 – Ver o por-do-sol no mirante de Jaguara

42 – Ver o por-do-sol no mirante do Alto Porã

43 – Nadar nas águas do Ribeirão Cana-Brava

44 – Nadar nas piscinas naturais do Estreito

45 – Conhecer a Estância Alto da Boa Vista

46 – Role de Stand Up Peadle

47 – Aula de Wake com o Lê 

48 – Conhecer grupo espírita de Pedregulho, há mais de 100 anos produz remédio fitoterápico

49 – Conhecer a Usina Cajuru datada de 1920

50 – Fazer uma trilha e conhecer a Estação Jaguara e Ponte Férrea datadas de 1888

E ainda, é possivel que essa lista seja estendida para toda região qual executamos passeios com Alta Mogiana Operadora de Turismo que pode te levar para Serra da Canastra, Peixoto, Águas Quentes, Araxá, Conquista, São João Batista da Serra da Canastra, entre outros lugares. 

Se estiver afim de fazer algum passeio, é só clicar no botão!  Feliz 2019!

Bonus Extra, deixamos este vídeo que foi exibido no Antena Paulista, Globo São Paulo apresentado por Carlos Tramontina.

Share This